Servidores de Caucaia lançam Campanha Salarial 2016

20/12/2015 - 10:08

A categoria reivindica resolução de pendências, como a universalização do auxílio alimentação e o
reajuste para profissionais do magistério.

Os servidores de Caucaia ocuparam a Praça da Matriz da cidade, no dia
15 de dezembro, em ato público de lançamento da Campanha Salarial
2016. Na ocasião, a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos
Municipais (Sindsep), Maria Santos, apresentou o balanço das
conquistas trabalhistas no ano de 2015.

A categoria reivindica a resolução de demandas pendentes de
campanhas passadas, como a universalização do auxílio alimentação e o
reajuste para profissionais do magistério. Eles exigem também que os
recursos do precatório das diferenças do Fundef sejam revertidos para
os professores municipais. Na pauta de prioridades estão ainda
cláusulas econômicas dirigidas aos trabalhadores da Educação, Saúde,
Nível Médio e Fundamental.

Funcionalismo não aceitará discurso de crise, afirma presidente da Confetam

Com o tema “Vire o jogo – É hora de justiça fiscal, desenvolvimento e
investimento público”, a Campanha Salarial Nacional Unficada dos
Servidores Municipais 2016 está sendo lançada por sindicatos de todo o
Brasil, em parceria com a Confederação e a Federação dos Trabalhadores
no Serviço Público Municipal do Ceará (Fetamce).

A presidente da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público
Municipal (Confetam), Vilani Oliveira, enfatiza que os servidores,
particularmente os da Educação, não vão aceitar o discurso de crise
nas mesas de negociação salarial, já que não houve cortes no Fundo de
Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos
Profissionais da Educação (Fundeb), instrumento governamental que
financia a educação pública.

Lançamento em Maracanaú, Barreira e Crato

No Ceará, a campanha foi lançada pelo Sindicato Unificado dos
Profissionais em Educação no Município de Maracanaú, no dia 10 de
dezembro, durante ato em frente à Secretaria de Educação. O calendário
de mobilizações inclui uma caminhada da Praça da Estação até a
Prefeitura, realizada nesta sexta-feira (18), e uma assembleia em
frente à Secretaria de Educação, dia 20, para decidir se os
profissionais iniciarão o ano letivo. “Nós só iniciaremos as aulas se
a pauta da campanha salarial avançar até o dia 20 de janeiro”, avisou
Vilani Oliveira.

A Campanha Salarial Nacional Unificada dos Servidores Municiais 2016
também já foi lançada no município de Barreira e, em janeiro de 2016,
está previsto o lançamento na cidade do Crato.